Arquivo

Posts Tagged ‘Surrealismo Saloio’

Sermão, síntese e sinopse do Surrealismo Saloio depois de uma borracheira com vinho de Silgueiros – josé luís montero

O Surrealismo Saloio é muito sério e declara que o Presidente da República não é palhaço, nem tem azedumes com trabalhar ou não. No entanto, não sabemos se alguma vez sonhou com ser palhaço, nem se mandou o trabalho á fava durante a sua trajetória vital. O Surrealismo Saloio não se preocupa com a vida dos Presidentes; só se interessa pela moda dos Armazéns de Revenda – principalmente pelas ceroulas porque são elementos eróticos de grande calor para os homens que ultrapassaram os quarenta anos –. O Surrealismo Saloio depois de fazer uma sondagem séria, tão séria como as que realizam os partidos políticos, soube que as mulheres exigem cada vez mais homens com ceroulas. O enredar das ceroulas provoca orgasmos múltiplos e arrebita os mamilos. O homem, no entanto, não prefere nada; depois dos quarenta anos ama as garrafas de vinho e o aconchego erótico do sofá. Ler mais…

A estética dos Armazéns de Revenda, o vinho tinto e o Surrealismo Saloio do livro Começou a Viagem – josé luís montero

Junho 10, 2013 1 comentário

http://zarpante.com/pg/livro-come-202#.UZzvwYfVDzx

http://www.bertrand.pt/ficha/comecou-a-viagem?id=14937668

Começou Viagem é o horrendo. Pertence ao labirinto; claustrofobia; a incerteza do perdido; raiva; apelo constante à Consciência; desespero; fatiga; desfalecimento; instinto de sobrevivência; Começou a Viagem é um livro Humano. Por isso tem flanela e seda. Por isso nasce entre tecidos de ceroulas e xales num Armazém de Revenda. É Surrealismo Saloio. Tem panos de cozinha entre as páginas; batom de loiras dos Cabeleireiros da Baixa Pombalina; peúgas zurzidas; pastéis de nata com salitre do Restelo; camisolas do Benfica; irreverências; referências; sonhos de Dalí; visões de Buñuel. É Livro; tem Ser.

Bebe vinho; emborracha-se com groselha; come salgados; lê o Jorge Sena; compra Enciclopédias; caminha sobre as águas; interioriza Emil Cioran; pratica o jogo da laranjinha; arregaça ideias; ama; aprofunda; é leviano; adormece com o Alberto Caeiro. Ler mais…

Autoentrevista a modo de sermão eufórico sobre o livro Começou a Viagem – josé luís montero

As duas caras comem caracóis numa esplanada de Alfama. Bebem vinho tinto; argumentam a que a cerveja só serve para salpicar os sapatos. A minha cara de parvo está eufórica; teve uma conversa profunda com o livro Começou a Viagem.

 http://zarpante.com/pg/livro-come-202#.UZzvwYfVDzx

http://www.bertrand.pt/ficha/comecou-a-viagem?id=14937668

A minha cara de parvo: Começou a Viagem só quer viajar para o Porto. Passa mais de oito dias de comboio e quando chega se não lhe oferecem uma francesinha, poisam-no ao pé de um prato de entremeada na grelha. Diz que depois de esse poisar não precisa pintar o cabelo, fica logo com manchas.

A minha cara (dês) tapada: ele gosta mais da viagem; desta vez foi sentado ao lado de uma mulher de Cantanhede que era uma brasa e levava com ela um garrafão de vinho da sua adega. Chegou ao Porto com manchas roxas. Teve um grande êxito. Ler mais…

Começou a Viagem- josé luís montero ( Poesia)

Junho 8, 2013 1 comentário

Autoentrevista para contar a viagem do livro Começou a Viagem caminho do Porto e do Surrealismo Saloio – josé luís montero

Maio 28, 2013 1 comentário

Numa carruagem apinhada de computadores, gravatas e chuchas eletrónicas Começou a Viagem partiu caminho do Porto à procura de meia-dúzia de leituras. A viagem demorou sete comboios e várias pernoitas em apeadeiros. Ao terceiro comboio instalou-se o cheiro a cavalo.

http://zarpante.com/pg/livro-come-202#.UZzvwYfVDzx

http://www.bertrand.pt/ficha/comecou-a-viagem?id=14937668

(Uma das minhas caras dormia; a outra fazia palavras cruzadas numa revista pornográfica.)

A minha cara de parvo: Com sete letras, como se diz: pene ereto?

A minha cara (des) tapada: Dadá diz: pau teso.

A minha cara de parvo: fumeiro. Orgia ou bacanal com sete letras?

A minha cara (des) tapada: Dadá diz: governo.

A minha cara de parvo: molhada. O comboio leva sandes de torresmos. Ler mais…

josé luís montero – Começou a Viagem

Notícias blasfemas do Surrealismo Saloio – josé luís montero

http://zarpante.com/pg/livro-come-202#.UZzvwYfVDzx

http://www.bertrand.pt/ficha/comecou-a-viagem?id=14937668

O SACANA DO SARAPANTA FOI SOQUEADO. BURRIFOU-SE. DADÁ ENCHE A PANÇA. UMA FORMIGA PERCORRE A CIDADE À PROCURA DE MANTEIGA. O POETA DAS NÁUSEAS SODOMIZOU A INSPIRAÇÃO. REGABOFE UNIVERSAL NA PRAIA DOS ANCORADOS. ABJURAÇÃO COLECTIVA. MORREU O SOVINA. A MARQUESA ENGASGOU-SE COM UMA CHAMUÇA. DADÁ ATROPELOU A ABADESSA. A VIDA É SEXO. OS LUSÍADAS NASCERAM FATIADOS.

DURANTE A PERNOITA, ESCREVI COMEÇOU A VIAGEM;FOI UMA PARVOICE MACROBIÓTICA.

josé luís montero